Login
DEMO

Como implantar o PDI para reduzir rotatividade de funcionários

Evitar a rotatividade de funcionários é um grande desafio para as empresas, pois o aumento desse perigoso indicador significa prejuízos na certa.

Isso porque, cada vez que um colaborador é desligado, a empresa deve arcar com os custos demissionais e de um novo processo seletivo. Além disso, o negócio acaba perdendo em produtividade devido à fase de adaptação do novo funcionário.

Portanto, diminuir a rotatividade de funcionários deve ser uma estratégia permanente no setor de RH. Para manter esse índice controlado, a utilização de algumas ferramentas são essenciais.

Agora, vamos apresentar uma dessas ferramentas: o Plano de Desenvolvimento Individual. Confira!

Leia também5 pilares estratégicos da gestão de pessoas

O que é o Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)?

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) nada mais é do que o planejamento do crescimento de um funcionário dentro da empresa. Essa é uma excelente estratégia para melhorar o rendimento do profissional e deixá-lo mais motivado. Afinal, ele sabe que terá “para onde crescer”.

O funcionário pode, por exemplo, almejar um cargo de coordenador dentro da companhia. Então, ele cria o seu PDI para alcançar o objetivo em determinado período de tempo. Ou, o colaborador pode até montar seu PDI com foco no desenvolvimento de competências que ele ainda não possui.

O ideal é que o gestor de RH ou o líder direto do colaborador incentive-o a montar o seu PDI. Além disso, é importante ajudar o funcionário a desenvolver o plano, alinhando os objetivos do profissional aos da organização.

Vale frisar que o PDI não resulta apenas no crescimento dos colaboradores. Mas também no crescimento da empresa. Até porque esta ferramenta é capaz de aumentar o desempenho dos funcionários e, consequentemente, os resultados da organização.

Leia também: Absenteísmo e rotatividade de funcionários: como reduzir esses índices?

Como implantar o PDI para reduzir a rotatividade de funcionários?

O PDI é uma estratégia muito eficiente na redução da rotatividade de funcionários, além de valorizar seus talentos, aproveitando todo o seu potencial. Veja abaixo cinco dicas para adotá-lo agora na sua organização!

1. Identificar a situação atual do colaborador

Antes de mais nada, é importante que o funcionário e o seu líder identifiquem a situação atual, analisando pontos fortes e pontos de melhoria. Depois, é necessário mapear juntos o comportamento profissional nos últimos meses. Dar um feedback sincero ao colaborador é essencial nesse momento.

Leia tambémComo a gestão comportamental reduz a rotatividade de funcionários

2. Ajudar o funcionário a definir um objetivo

O funcionário deve definir um objetivo a ser alcançado dentro da empresa. Por exemplo: ocupar determinado cargo de liderança, desenvolver uma competência, concluir um projeto etc. Ele precisa saber onde quer chegar. Com isso, fica mais fácil desenvolver o plano de desenvolvimento individual.

3. Montar um plano de ação

Com o objetivo traçado, listem todas as ações que devem ser feitas pelo colaborador para atingir o resultado desejado.

Entre as atitudes que os funcionários podem tomar para alcançar o objetivo, estão:

– Estudar um idioma;

– Auxiliar em tarefas de outra área;

– Fazer um curso de aperfeiçoamento;

– Investir em pós-graduação ou MBA;

– Fazer benchmarking;

– Solicitar feedbacks aos colegas.

4. Estabelecer metas e prazos

Estabelecer metas e prazos é fundamental para que o PDI de seu funcionário não caia no esquecimento e funcione de verdade. Ajude-o a defini-los!

Por exemplo: para subir ao cargo desejado em 12 meses, devem ser estipuladas metas a cada três meses de evolução de carreira por meio do plano de ações.

Leia também: 5 aspectos da experiência do funcionário que facilitam a implantação do RH digital

5. Fazer o acompanhamento periódico e dar feedbacks

O acompanhamento periódico do PDI e das tarefas executadas pelo colaborador servem como um momento de orientação e de feedbacks. O que é indispensável para que o funcionário obtenha sucesso e alcance seu objetivo.

É nesta hora que vocês vão avaliar se o caminho traçado está dando resultado ou se será necessário recalcular a rota.

Como a Docly pode ajudar na gestão do seu RH?

A admissão de funcionários é um dos grandes desafios e gargalos nas operações de RH das empresas. Trata-se de um processo demorado e custoso. Mas agora os gestores de Recursos Humanos podem contar com uma ferramenta para facilitar essa rotina e aumentar a satisfação dos funcionários.

Docly é uma plataforma que otimiza o processo burocrático de admissão de funcionários, tornando-o 100% digital. Inclusive, a ferramenta possibilita que o processo seja realizado até mesmo pelo celular.

Por meio da plataforma, o gestor de RH cria a vaga. Enquanto o colaborador preenche todas as suas informações, envia fotos dos documentos e assina o contrato digitalmente. O que garante a validade jurídica de toda a admissão.

A plataforma ainda oferece o cruzamento de dados com o eSocial, facilitando os processos de RH e proporcionando mais segurança aos seus documentos.

Quer testar a ferramenta na prática e saber como personalizamos o processo admissional de sua empresa? Solicite uma demonstração gratuita!

Baixe agora o nosso e-book e conheça as normas em relação a documentos nato digitais, assinatura eletrônica e documentos digitalizados.